Você está em:
Postado há 0000-00-00 00:00:00

Vendas de carros recuam no 1º mês de volta gradual do IPI

Média foi de 13,9 mil por dia no melhor outubro da história mas, mesmo assim, inferior a setembro.

Até quinta-feira, faltando um dia útil para terminar o mês de outubro, os brasileiros haviam comprado 278.860 veículos novos, uma média diária de 13.943 unidades, segundo levantamento preliminar do setor automobilístico. O número final vai ficar abaixo do volume recorde comercializado em setembro, de 308.760 unidades (14.702 ao dia), mas já é o melhor outubro da história. Alguns modelos têm fila de espera. 

Foi o primeiro mês do retorno gradual da cobrança do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), que estava zerado para modelos populares desde meados de dezembro e reduzido à metade para os carros com motor até 2.0.

A maioria das montadoras e concessionárias não repassaram o aumento para vários modelos. A partir de amanhã, quando a alíquota sobe mais um pouco, os repasses no varejo devem ser mais generalizados, afirmam as empresas.

Em outubro do ano passado foram vendidos 239.236 veículos (incluindo caminhões e ônibus). O recorde anterior, porém, havia sido em 2007, com 244.451 unidades. No acumulado do ano, até quinta-feira, as vendas somam 2.580.900 unidades, 6,5% a mais do que em igual período de 2008. As montadoras mantêm projeções de vendas recordes de cerca de 3 milhões de veículos neste ano.

"Não vamos repassar o novo aumento do IPI aos preços até quando aguentarmos"'', disse Antonio Carlos Palazzini, do grupo de concessionárias Chevrolet Palazzo. Segundo ele, a rede de distribuidores atualmente só tem dificuldades na entrega imediata do modelo Classic, cuja produção na Argentina foi reduzida para dar espaço à produção do recém-lançado Agile.

DEMORA

Na Volkswagen Amazon, os importados de luxo Tiguan e Passat só chegam em dezembro. Para dar conta da demanda de modelos nacionais, a Volkswagen tem operado em quase todos os sábados. Já a Fiat informou que está demorando até três meses para entregar a versão cabine dupla da Strada, outro recente lançamento no mercado. Na Citroën, algumas versões de C4 hatch, C4 Pallas e C3 levam de 15 a 20 dias para entrega.

O IPI dos modelos 1.0 ficou zerado desde 11 de dezembro e, no início de outubro, passou a 1,5%, alíquota que em novembro dobra para 3%, em dezembro sobe para 5% e, em janeiro, volta ao normal de 7%. Para modelos até 2.0, que tiveram a alíquota reduzida à metade, a volta também é gradual até chegar aos 11% para carros flex e 13% para carros a gasolina.

Várias montadoras e concessionárias ainda anunciavam, na semana passada, preços sem aumento de IPI, principalmente nos feirões de fábrica e de revendas. Neste fim de semana, por ser prolongado por causa do feriado de Finados, na segunda-feira, nenhuma empresa programou feirão. 

NÚMEROS

278,8 mil carros novos tinham sido vendidos em

outubro até a última quinta-feira.

13.943 

foi a média diária até então.

308,7 mil carros novos foram vendidos no mês de 

setembro.