Você está em:
Postado há . Atualizado há

Receita Federal espera receber mais 9 milhões de declarações até 30 de junho

A pandemia do novo coronavírus atrasou o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda (IR) de 30 de abril para 30 de junho, porém mesmo com o adiamento da data, a Receita Federal ainda não recebeu 9 milhões de declarações de um total de 32 milhões esperadas para este ano.

A pandemia do novo coronavírus atrasou o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda (IR) de 30 de abril para 30 de junho, porém mesmo com o adiamento da data, a Receita Federal ainda não recebeu 9 milhões de declarações de um total de 32 milhões esperadas para este ano.

Segundo Filemon Oliveira, especialista em direito tributário, o cenário da pandemia para fins de IR dificultou principalmente para os contribuintes com declaração mais elaborada, que precisam do contato entre contador e contribuinte para detalhar as informações.

A declaração é obrigatória para quem recebeu mais de R$ 28.559,70 no último ano, com multas para quem não declarar que vão de R$ 165 até 20% do imposto devido.