Você está em:
Postado há 0000-00-00 00:00:00

Empresas ainda não estão alinhadas às mudanças contábeis

As mudanças na contabilidade demoraram mais de 30 anos para acontecerem, mas quando vieram movimentaram muito a área.

Com mais de 40 CPCs (Comitê de Pronunciamento Contábil) e a convergência para o IFRS; aplicação de SPED,dentre outras alterações contábeis e tributárias, as empresas brasileiras têm que buscar conhecimento e auxílio para permanecerem em dia com a contabilidade e com as exigências tributárias.

 

As mudanças na contabilidade demoraram mais de 30 anos para acontecerem, mas quando vieram movimentaram muito a área. Com a entrada em vigor da Lei 11.638/07, o salto e o avanço que a contabilidade brasileira teve foi imenso. Com isso, todas as empresas, desde a micro até as que têm obrigatoriedade em publicar os balanços, têm que iniciar a adequação as estas novas normas. No entanto, a complexidade e a falta de conhecimento contábil por parte dos profissionais das empresas fizeram com que muitas destas alterações não fossem feitas.

Geuma Campos Nascimento, sócia da Trevisan Outsourcing, comenta que as empresas precisam, primeiramente, entender como funcionam estas mudanças, como os CPCs (Comitê de Pronunciamento Contábil). "Após isso é que as organizações conseguirão aplicar as normas e, se obrigatório, partir para a convergência ao IFRS (International Financial Report Standard)", expõe. Mesmo se não for obrigatório, a adaptação para as normas contábeis internacionais é de extrema importância para a empresa, já que auxiliará na transparência dos números para possíveis investidores.

Outro ponto que parece não ter sido esclarecido completamente e que está gerando muitas dúvidas no mercado é a questão do SPED (Sistema Público de Escrituração Digital), que engloba Nota Fiscal Eletrônica, SPED Contábil e SPED Fiscal. "São obrigações acessórias importantes, mas se não tivermos um alicerce bem montado da contabilidade na empresa, ela terá um alto custo – tanto financeiro, quanto de tempo – para implantar o sistema", explica Geuma.

As alterações contábeis já estão no mercado há mais de dois anos e as dúvidas ainda não foram completamente esclarecidas. O importante é que a empresa entenda a necessidade destas adequações e procure como se atualizar – seja através de capacitação de seu quadro de profissionais ou procurando empresas especializadas