Você está em:
Postado há 0000-00-00 00:00:00

SC - Tudo pronto para o SIGEF

A partir de janeiro de 2009 o Governo do Estado substitui seus sistemas atuais de execução orçamentária, financeira e contábil pelo SIGEF - Sistema Integrado de Planejamento e Gestão Fiscal do Estado de SCA substituição acontecerá em módulos e, para tal, diversos treinamentos e capacitações foram realizados durante o ano de 2008. Nessa etapa de implantação o SIGEF irá possibilitar melhorias nos processos relacionados com as alterações orçamentárias, a programação e execução orçamentária, financeira e contábil. Já foram investidos cerca de R$ 5.858.629,07 milhões no desenvolvimento do Sistema, com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID e do Tesouro estadual. O sistema completo está orçado em aproximadamente R$ 10 milhões.A principal vantagem, além da agilidade e segurança na obtenção de informações, é uma economia significativa de papel e de tempo na consolidação das contas públicas, com a diminuição do re-trabalho. O Sistema atenderá aos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas e deve fornecer informações gerenciais para o planejamento, o controle da despesa e o combate ao desperdício de recursos financeiros, materiais, humanos e tecnológicos. A implantação do SIGEF atenderá também aos controles exigidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal e possibilitará o acompanhamento físico e financeiro das metas previstas nos programas de ajuste fiscal e de Governo.Elaborado sob a supervisão geral do Diretor de Contabilidade Geral, Wanderlei Pereira das Neves, e a coordenação do Grupo de Trabalho pelo Gerente de Sistemas de Gestão Fiscal, Luiz Selhorst, os trabalhos contam com o apoio técnico do CIASC e a participação das diretorias técnicas das Secretarias de Estado da Fazenda, da Administração e do Planejamento. O Sistema será suportado por um banco de dados de baixa plataforma (Oracle) e utilizará o padrão da web, o que permite que seja acessado de qualquer parte do Estado por quem utiliza a rede do Governo. O projeto foi contratado em julho de 2004 e contempla 25 áreas de negócios, sendo 8 (oito) módulos novos, 9 (nove) nove módulos a serem substituídos por não atenderem mais as necessidades operacionais do Estado e 8 (oito) módulos a serem integrados, dentre eles o SIGRH (Recursos Humanos, o SPP (Sistema de Protocolo Padrão), o PAT (Patrimônio do Governo), o SAT (Sistema de Administração Tributária), e o e-SFINGE, do Tribunal de Contas.O sistema estará disponível para acesso pela rede de Governo, via intranet, para os usuários internos (Secretarias de Estado, Fundos, Fundações, Autarquias, Empresas Estatais Dependentes e órgãos dos demais Poderes Estaduais). Para o público externo, as informações serão disponibilizadas na internet, visando a tornar mais transparente o uso dos recursos e do patrimônio público estadual.