Você está em:
Postado há . Atualizado há

Brasileiro trabalha o dobro para pagar impostos do que em 1980

Os brasileiros trabalham quase duas vezes mais para pagar impostos em 2023 do que nas décadas de 1980 e 1970

Os brasileiros trabalham quase duas vezes mais para pagar impostos em 2023 do que nas décadas de 1980 e 1970. Foi o que demonstrou um estudo do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação), que apontou que o pagador de impostos trabalhou até 27 de maio apenas para quitar obrigações tributárias –em média, 147 dias. Eis a íntegra (115 KB).

Esse número é inferior ao registrado em 2022 (149) e vem diminuindo desde 2019, quando o indicador encerrou um período de 4 anos em seu ponto máximo, registrando 153 dias do ano apenas para pagar impostos.

Em 2020 e 2021, o total de dias também foi de 149 e teve influência, segundo o IBPT, dos efeitos econômicos da pandemia de covid-19.

Segundo dados da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), o Brasil está atrás de países como Argentina, Uruguai, México, Chile, Japão, Suíça, Coreia do Sul e Estados Unidos.

Por outro lado, ganha de nações como Alemanha, Itália, Noruega, e Dinamarca –sendo necessários, nesta última, 164 dias de trabalho apenas para pagar impostos.

O indicador diz respeito apenas à carga tributária para pessoas físicas e não considera o tempo gasto com a complexidade do sistema –algo que o governo pretende enfrentar através da reforma tributária, que tramita no Congresso Nacional.

A carga tributária brasileira foi de 33,71% em 2022, segundo o Tesouro Nacional. Do total, 22,78% são tributos federais, 8,59% estaduais, e 2,34 municipais.


Entre no grupo do Contadores.cnt.br no WhatsApp/Telegram e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).