Você está em:
Postado há 0000-00-00 00:00:00

Com mudanças na economia, consumidor pode ir ao mercado em qualquer dia

O consumidor só vai até até os pontos de venda quando precisa.

 Reservar os finais de semana para fazer as compras nos supermercados deixou de fazer parte da rotina dos brasileiros. E esse comportamento influenciou a estratégia dos supermercados. Agora, não existe mais o dia ideal para se fazer compras nesses estabelecimentos.

Para a Apas (Associação Paulista de Supermercados), ainda que a inflação esteja acelerando, os índices de hoje nem se comparam aos de anos atrás. E essa realidade de economia mais estável mudou o comportamento dos consumidores na hora de irem às compras. “As pessoas passaram a perceber que elas não precisam correr para o supermercado no final do mês”, afirmou a associação, por meio de sua assessoria de imprensa. “Agora, o consumidor faz compra de reposição e a adapta a sua rotina”, explicou a Apas.

Com isso, o consumidor só vai até até os pontos de venda quando precisa. Pesquisa da Kantar WorldPanel mostra que, em 2009, 43,7% dos consumidores só faziam compras para abastecer a dispensa. Outros 32,7% iam para repor a dispensa, 18,9% iam para suprir necessidades específicas e 4,7% frequentavam os supermercados para consumo imediato. “E esses números não mudaram hoje”, garante a associação.

De acordo com a Apas, os brasileiros vão aos pontos de venda alimentares, em média, 14 vezes ao mês. Considerando apenas as visitas aos supermercados, esse número cai para 6 vezes.

Mudanças

Essa mudança no comportamento dos consumidores - influenciada pela economia mais estável - fez com que os supermercados se adequassem às mudanças de comportamento do consumidor. Se antes era possível afirmar qual era o melhor dia da semana para se fazer compras, levando em conta os dias em que os preços estão mais em conta, agora essa análise já não é tão simples.

Primeiro porque, tendo em vista que os consumidores estão mais preocupados com o abastecimento da dispensa, os supermercados deixaram de concentrar as ofertas em um dia específico da semana. Se um ponto de venda realiza uma promoção na segunda, não necessariamente todos os outros adotarão a mesma medida.

Os dados da Kantar comprovam que não há mais uma preferência do consumidor de ir ao supermercado em determinado dia da semana. Considerando as três dezenas do mês, a frequência é praticamente a mesma, variando de 31% a 36% na preferência dos consumidores.

Com relação aos preços praticados pelos supermercados, eles são mais estáveis – o que também influencia o consumidor a ir ao ponto de venda apenas quando tem necessidade. “A tendência é que o preço seja o mesmo em qualquer dia da semana. Exceto nos casos de fatores mais sazonais”, considera a associação.

Manhãs e noites mais tranquilos

O mesmo não se pode dizer do período do dia. De maneira geral, segundo a Apas, fazer compras à noite ou pela manhã garante ao consumidor não apenas mais tranquilidade, pelo fato de o fluxo de pessoas ser menor, como também garante as prateleiras cheias.

E, para quem quer economizar, manter os olhos nas prateleiras mais baixas pode ajudar bastante. De acordo com a Apas, os produtos colocados nas gôndolas mais baixas, de maneira geral, são os mais populares e baratos. Porém, podem pecar em qualidade. Por isso, é preciso atenção.