Você está em:
Postado há 0000-00-00 00:00:00

Inadimplência das empresas sobe 13% em setembro

Fonte: PEGN

A inadimplência das empresas subiu 4,9% em setembro na comparação com agosto, e 13,1% em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo o Indicador Serasa de Inadimplência de Pessoa Jurídica, divulgado nesta quarta-feira. De janeiro a setembro, em relação ao mesmo período do ano passado, porém, a queda está em 1,3%. Segundo a Serasa, a alta mensal já reflete a crise financeira internacional, informa a Folha Online.Segundo os dados, no ranking de representatividade da inadimplência no ano, a liderança é dos títulos protestados, com participação de 41,9% no indicador. Em seguida aparecem os cheques devolvidos (38,9%). Já as dívidas com bancos respondem por 19,2%.O valor médio das dívidas com bancos, por sua vez, é de R$ 4.406,19, alta de 7,6% sobre o mesmo período de 2007. Quanto aos títulos protestados, até setembro deste ano, o valor médio somado foi de R$ 1.512,70, alta de 2% os cheques devolvidos têm um valor médio de R$ 1.298,39, elevação de 12,2%.De acordo com os técnicos da Serasa, a redução da inadimplência das empresas no acumulado do ano ocorreu em razão da conjuntura econômica nacional favorável. "O crescimento da economia doméstica, até agosto deste ano, manteve o fluxo de caixa das empresas positivo, o que favoreceu o pagamento das obrigações assumidas pelas empresas para capital de giro e investimentos."Já o aumento de 13,1% da inadimplência entre os meses de setembro "reflete os efeitos do agravamento da crise financeira internacional, que reduziu a oferta de crédito no mercado doméstico, elevou as taxas de juros de financiamentos e paralisou a geração de negócios em alguns casos".

CompartilheNas redes sociais