Você está em:
Postado há . Atualizado há

Número de empresas de tecnologia cresce 210% em dez anos

Área se consolida como a que mais cresceu durante pandemia e passa a abranger diversas outras, conforme avança mercado atual

Fonte: Conversion

O avanço da pandemia acentuou um dado que já era previsto: o crescimento significativo das áreas de tecnologia. A necessidade de modernização de algumas empresas, aliada ao surgimento de outras totalmente digitais, resultou em um aumento de 210% em comparação a dez anos atrás e de 46,2% em relação ao início de 2020. Pesquisas feitas pelo BNE (Banco Nacional de Empregos) e pela DataHub confirmam que, ainda no cenário financeiramente instável atual, a área é a melhor aposta, tanto para investidores, quanto para profissionais.

A necessidade de adequação aos processos tecnológicos influenciou – e expandiu – não só empresas desse segmento – a dinâmica de digitalização e modernização das operações se estendeu para toda companhia que desejava se manter firme no mercado. Esse processo trouxe resultados positivos em todos os aspectos: empresas que vendiam computadores, notebooks e outros periféricos aumentaram suas vendas em 85%, a busca por profissionais de tecnologia cresceu 25% e mais de 67% dos executivos confirmaram que suas empresas – que, anteriormente, desempenhavam suas atividades apenas presencialmente – passaram por processos de digitalização e que houve avanços até maiores do que o esperado.

Serviços de assessoria, desenvolvimento, planejamento e áreas correlatas vêm sendo buscados e se consolidando como necessidade. Como foi citado, investir em capacitação para seus funcionários, ou em pessoal qualificado, é um pré-requisito para quem almeja alavancar e corresponder às expectativas do mercado. Essa mudança nas preferências do consumidor, que hoje busca praticidade e rapidez na solução de quase todos os seus problemas, confirma o fato de que o futuro digital e o ramo ainda têm muito a oferecer.

Tais dados remetem a um cenário futuro, em que, aos poucos, o atendimento presencial se tornará obsoleto – de fato, algumas atividades exigem o contato pessoal, mas em contrapartida podemos citar outras que hoje preferivelmente são feitas via online. Como exemplo, há o fechamento de inúmeras agências bancárias, o que levou corporações gigantes a reestruturar suas plataformas digitais, pois a maioria de seus clientes hoje opta pela resolução de problemas e pelo gerenciamento de suas finanças pelos apps, o que também deu ao cliente maior autonomia e sensação de controle de seus bens.

Do lado oposto, temos funcionários de inúmeras áreas que optaram por trocar seus empregos presenciais por vagas de home office. A ideia do trabalho remoto durante a pandemia fez com que vagas remotas ganhassem maior destaque, o que reforçou que até os próprios profissionais preferem usar as plataformas a seu favor.

Em suma, observando todos os resultados expostos e nosso próprio comportamento como consumidores, é válido ressaltar que, assim como buscamos praticidade, nossa clientela visa o mesmo. Nesse contexto, sugerimos que opções de modernização sejam estudadas e adotadas por sua companhia, tendo em vista que o crescimento está totalmente atrelado ao setor tecnológico, e tê-lo como aliado é comprovadamente a melhor opção para quem pretende ir além.

CompartilheNas redes sociais
Outros ArtigosDo dia 08 de September de 2021