Você está em:
Postado há . Atualizado há

Calculadora auxilia representantes comerciais a simular adesão ao Simples Nacional

Startup Meus Pedidos disponibiliza ferramenta online para profissionais evitarem pagar mais impostos do que no regime do lucro presumido

Com prazo até 30 de janeiro de 2015 para optar ou não pelo Simples Nacional, os representantes comerciais precisam calcular se a modalidade não sairá mais cara do que o regime do lucro presumido. Para isso, a startup Meus Pedidos, de Joinville (SC), que desenvolve aplicativo de gestão comercial, disponibiliza uma calculadora online que pode ser consultada gratuitamente pelos profissionais no site. O uso da ferramenta é simples, são apenas seis passos para concluir qual a melhor opção para a empresa.

A previsão é essencial, porque para grande parte dos representantes comerciais o Simples é mais dispendioso. No entanto, existem algumas exceções em que o regime pode ser vantajoso. Os requisitos para poder optar pelo Simples são faturamento anual máximo de R$ 3,6 milhões e não estar em débito com entes federativos.

Os tributos sob a abrangência do Simples são: Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ); Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL); Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS); Contribuição para o PIS/PASEP; Contribuição Patronal Previdenciária (CPP) e Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS).

A opção deverá ser realizada até o último dia útil de janeiro de 2015 (dia 30), através da internet no Portal do Simples Nacional.